Terça-feira, 19 de setembro de 2017

Carlos Ferreira

Quanto vale uma vida?
13/09/2017 às 14:40:08

A coluna teve acesso, com exclusividade, a informações estarrecedoras sobre o funcionamento do principal hospital público de Sergipe, o HUSE. As lágrimas de médicos com a impotência diante das péssimas condições de trabalho e a perda de muitas vidas. Dizem os profissionais que falta desde medicamentos de uso contínuo até um simples CPLIPS para cirurgia. Muitas vezes chega à falta até material básico para os mais corriqueiros procedimentos. A obrigatoriedade do uso de um respirador para dois pacientes, ao mesmo tempo. As macas espalhadas pelos corredores e os gritos de dor dezenas de pessoas, pagadoras de impostos, que aguardam por uma cirurgia, seja cardiovascular ou ortopédica, contribuem para um verdadeiro quadro de guerra. As explicações da Secretaria da Saúde estão muito longe de convencer e muito menos justificar. Quem tem dinheiro procurar os hospitais particulares que estão lá, prontinhos para cobrar os olhos da cara, mas resolver a situação. Uma pena, dizem os médicos, reconhecendo que saúde para pobre fica apenas nos discursos dos maus políticos. 

 

CONCLUSÃO

 

A Polícia Civil de Sergipe apresentou resultado do inquérito que apurou  o acidente envolvendo a cantora Elízia Clívia, inocentando o motorista do ônibus. Segundo a perícia, o motorista do carro de passeio é que invadiu a preferencial causando a colisão que acabou provocando a morte da cantora e do marido, ferindo outras três pessoas. A velocidade desenvolvida pelo ônibus, de 60 km foi considerada normal.

 

REPASSE

 

A prefeitura de Aracaju fez o repasse de mais de 4 milhões de reais para o hospital Cirurgia, referente às verbas do Governo Federal. Continua atrasando o que é da sua própria obrigação e segundo o diretor administrativo financeiro, Milton Eduardo, isso acaba dificultando a situação do hospital. Nesta quarta, 13, voltaram a ser realizadas as cirurgias eletivas, mas se o atraso persistir, haverá nova paralisação no procedimento.

 

BANCO DO BRASIL

 

O deputado Venâncio Fonseca (PP) usou a tribuna da AL para protestar contra o fechamento da agência do Banco do Brasil da cidade de São Domingos. Segundo ele, os prejuízos serão enormes, notadamente para o comércio. Na mesma linha, o deputado Garibaldi Mendonça (PMDB) lamentou que o mesmo tivesse ocorrido na cidade de Salgado. É a nova política de contenção de despesa do BB.

 

UNIDADE DE SAÚDE

 

Na contra mão da crise, a prefeitura de Itabaiana inaugura, no próximo dia 22, mais uma Unidade Básica de Saúde, no bairro Bananeiras. É a sétima na administração do prefeito Valmir de Francisquinho. Sem contar com a reforma e ampliação de todos os postos, na sede e nos povoados. Recentemente o prefeito entregou 12 novos veículos para atender a população, somente no setor de saúde. Milagre? “Não, aplicação do dinheiro público com responsabilidade e honestidade” diz o prefeito.

 

APOSENTADORIA

 

E o deputado estadual Georgeo Passos (PTC) continua recebendo apoio da população pelo seu projeto que acaba com a aposentadoria de governador de Sergipe. A matéria foi encaminhada para a Comissão de Constituição e Justiça e para virar lei precisa ser aprovada em plenário por. No mínimo, 16 votos.

 

ESTRADAS

 

O deputado Luciano Pimentel (PSB) voltou a falar sobre as péssimas condições das rodovias estaduais. Segundo ele, a operação anunciada pelo DER não está funcionando a contento e os buracos se multiplicam em  toda malha viária. Luciano afirmou que pior de tudo é que essa realidade tem trazido conseqüências terríveis, a exemplo dos acidentes. 

 

ANDRÉ

 

O conselheiro aposentado, Reinaldo Moura, escreveu em sua página no Face que os adversários do filho, deputado André Moura (PSC), não sabem mais o que inventar para criar uma desavença no grupo de oposição. “Se André anda com Valadares é porque está abandonando Eduardo Amorim. Se anda com Eduardo é porque abandona Valadares. Se anda sozinho, está abandonando os dois”. Faz sentido Rei. Acrescente aí: se não andar, perde a eleição e deixa os adversários mais felizes. “Anda André, anda, seja lá com quem for, mas anda”.

 

TÁ CEDO

 

O senador Eduardo Amorim (PSC) tem dito que é muito cedo para definições de nomes com relação às eleições de 2018. Segundo ele, a oposição possui excelentes opções para a firmação da chapa majoritária, mas não é hora de definir nadas. Garante que existe sintonia entre os líderes e que na hora certa esses nomes serão anunciados. “Sem pressa”, diz.

 

VALADARES, VICE

 

Apesar de não existir definição de nomes na oposição, a coluna tem informação segura que se o candidato a governador realmente for o senador Eduardo Amorim, seu vice será o deputado federal Valadares Filho. O próprio parlamentar já admitiu essa hipótese durante entrevista ao Jornal da Ilha.

 

HELENO

 

E o pastor Heleno (PRB) já teria procurado lideranças do grupo de oposição para tentar viabilizar uma vaga na disputa pelo Senado. Descartado da chapa majoritária governista, o ex - Prefeito de Canindé do São Francisco garante levar todo apoio da Igreja Universal do Reino de Deus para os braços dos oposicionistas. É aguardar.

 

GILMAR NO GOVERNO

 

O deputado estadual Gilmar Carvalho, sem partido, já dar sinais claros que vai abraçar o projeto governista no próximo ano, votando em Belivaldo para governador e Rogério Carvalho e Jackson Barreto para o Senado. Vai ouvir os conselhos do patrão, Walter Franco. 

 

GOVERNISTA SIM SENHOR

 

Embora tenha algumas atitudes contrárias ao governo, o deputado Zezinho Guimarães (PMDB) vai continuar seguindo a orientação política do governador Jackson Barreto (PNDB). Tem amigos e se dar muito bem com lideranças da oposição, mas não larga o poder. Quem viver verá. 

 

SEM PISO

 

O vereador Iran Barbosa (PT) apresentou dados na Câmara, comprovando que houve uma sobra de 4 milhões de reais do Fundeb na prefeitura de Aracaju e não existe motivo para o prefeito Edvaldo Nogueira (PC doB) continuar sem pagar o piso aos professores. Iran concorda com a categoria que cruzou os braços em protesto contra o que chamou de falta de compromisso do prefeito.

 

BITENCOURT

 

Enquanto isso o vereador Professor Bittencourt  (PC do B) dar um show de subserviência ao seu líder, o prefeito Edvaldo Nogueira. Professor de profissão, estar contra sua própria categoria e dar razão ao chefe que alega falta de dinheiro para não cumprir a lei. Imagine que o reajuste é de pouco mais de 7 por cento. Nem mesmo João Alves com sua desastrosa administração deixou de pagar o piso.

 

 

 

Carlos Ferreira

Jornalista e radialista, Carlos Ferreira, está radicado em Sergipe há 39 anos. Atuou nos principais órgãos de comunicação do Estado, há exemplo do Cinform,  TV Sergipe, rádios Liberdade AM, FM, Cultura, Atalaia, Capital do Agreste,  Jornal de Sergipe, e Jornal da Manhã, onde inclusive foi Editor Chefe. Exerceu  a função de Diretor de Jornalismo em várias oportunidades, foi diretor geral da FM Lagamar e assessor de imprensa da Câmara de  Vereadores de Aracaju. Atualmente, está como secretário de Comunicação de Itabaiana e comanda o Jornal da Ilha primeira edição das 06h às 09h.