Quinta-feira, 21 de setembro de 2017

POL�TICA

Senador Valadares: “Jackson Barreto não tem tesão para governar”
11/09/2017 às 10:14:44

da Redação

 

O senador Antônio Carlos Valadares (PSB) foi o entrevistado do Jornal da Ilha desta segunda-feira (11). Valadares recebeu, em sua residência, o radialista Alex Carvalho para um bate-papo exclusivo. Na entrevista, o senador criticou a gestão e o posicionamento do governador Jackson Barreto (PMDB), falou da relação com o vice-governador Belivaldo Chagas (PMDB) após o rompimento e também sobre as eleições de 2018.

 

“Quando o governador se vê apertado com os problemas, ele foge para ilhas paradisíacas para esquecê-los. Ele pode ter tesão para outras coisas, mas não tem tesão para governar. Quando chegar em abril ele vai soltar foguete quando tiver que deixar o governo, pois ele não suporta governar. Ele só respira política”, disparou Valadares sobre a atuação de Jackson Barreto.

 

O senador também criticou o posicionamento do governador diante da crise que o Estado enfrenta.  “Um líder procura governar de acordo com todos. Nesse momento o governador devia baixar a bola, calçar as sandálias da humildade, e chamar a todos para ajudá-lo a resolver os problemas do Estado. Eu não vou dizer que estaríamos unidos do ponto de vista partidário. Mas, do ponto de vista da mágoa política, deveríamos estar unidos pensando no melhor para Sergipe. Mas para isso ele precisa descer do palanque ,reconhecer que ele é governador do Estado,  que nós somos homens públicos responsáveis e que o povo está esperando por nós”, afirmou Valadares.

 

Sobre as eleições de 2018, Antônio Carlos Valadares disse que ainda não é hora de pensar no pleito. “Nós estamos vivendo uma fase caótica. O Estado mergulhado em dívidas. E a gente falar em candidatura ao governo agora? É um pecado mortal falar em candidatura ao governo ou ao senado. É uma afronta à população. Acho que não é momento. Nós precisamos pensar em como sair dessa crise que o Estado está enfrentando. O futuro a Deus pertence”, ressaltou.

 

Questionado sobre a relação com o vice-governador Belivaldo Chagas (PMDB), após o rompimento dele com o PSB, Valadares afirmou: “ Eu não quero falar nada quem venha depreciá-lo ou diminuí-lo. Então, eu prefiro, dentro do meu sentimento de respeito, não comentar sobre o comportamento do vice-governador Belivaldo Chagas. Não quero falar nada em razão da amizade que já existiu entre nós. Quem sou eu para julgar? Sou um pobre mortal, não posso julgar ninguém. Na política, quem julga não somos nós, são os eleitores. Vamos deixar que o povo, quando for convocado, faça o seu julgamento”, disse.

 

E continuou: “Então, em respeito à população que não quer ouvir bate-boca entre homens públicos é melhor que cada um cuide do seu pedaço. Nós estamos no PSB, então vamos cuidar de fortalecer o PSB. Quem estiver no Governo que trate de fortalecê-lo, de desfazer os equívocos, de não enganar a população como estão fazendo agora, ao querer colocar o rombo descomunal da Previdência em governos passados. É verdade que houver governadores que tiraram recursos da Previdência para utilizar em caixa único, mas eu não fiz isso. Então não me considero culpado de nada”, completou o senador.