Sábado, 21 de outubro de 2017

POL�TICA

Almeida e a irresponsabilidade com os funcionários da Fundação Hospitalar de Saúde
11/10/2017 às 06:20:17

da Redação

 

O governo de Sergipe, que passa por uma "dificuldade" anunciada, não poderia entregar uma das pastas mais importantes, a Secretaria de Estado da Saúde (SES), para quem não pretende resolver os problemas do povo. Almeida Lima demonstrou no início dessa semana que não tem o menor interesse para solucionar, ou ao menos, encontrar uma saída jurídica, para os funcionários da Fundação Hospitalar de Saúde (FHS).

 

A nossa redação obteve a informação, que durante a terça-feira (10), funcionários da Fundação, que estão na eminência de perderem os empregos, pois ela pode acabar a qualquer momento, fizeram manifestação nas imediações do prédio da SES, com o intuito de dialogar com o secretário Almeida Lima, mas não obtiveram sucesso. Almeida não demonstrou qualquer interesse em manter um contato com esses trabalhadores, mostrando o seu total descompromisso com a situação.

 

Foi o governo do Estado que propôs a Fundação Hospitalar da Saúde e foi a Assembleia Legislativa que aprovou, logo esses dois poderes devem encontrar uma saída. É preciso sustentar a estabilidade aos funcionários, pois seletista, por lei, não tem estabilidade.  O que muitos imaginavam ocorreu, a Fundação foi usada por muitos anos de forma eleitoreira e neste momento, não tem a menor condições de se manter.

 

Para a deputada estadual Maria Mendonça (PP), os problemas enfrentados da FHS são uma tragédia anunciada que, no entanto, não podem recair sobre os mais de seis mil trabalhadores. “Tudo que está posto foi alertado no começo, mas infelizmente, esta Casa aprovou a criação da Fundação. No entanto, na situação que está, é preciso que o Legislativo abrace a causa com amor e defenda os trabalhadores que não têm culpa nenhuma da falta de diligência na gestão”, disse a parlamentar.